Archive for abril 5th, 2019

Mitos E Verdades Sobre Seguro Viagem

Mitos E Verdades Sobre Seguro Viagem

Nem tudo o que se ouve falar sobre alguma coisa é necessariamente verdade. Muitas pessoas tem uma má impressão sobre determinado produto ou serviço simplesmente porque ouviu dizer algo sobre ele que não o agradou. Se você tem medo de contratar um seguro viagem por conta dos achismos existentes, fique tranquilo. Neste artigo vamos esclarecer os maiores mitos e verdades sobre este serviço cada vez mais em alta no mercado securitário.

Quem tem plano de saúde não precisa contratar seguro viagem? Mito.

Este é um pensamento muito comum entre a maioria das pessoas que possuem plano de saúde. No entanto as características e finalidades de ambos são completamente diferentes.

O seguro viagem possui cobertura em caso de morte ou invalidez, decorrente de acidente ou doença durante a viagem, além de várias outras cláusulas adicionais, como extravio de bagagem, cancelamento de voo, honorários advocatícios, etc. O segurado conta ainda com uma assistência 24 horas e atendimento médico/hospitalar onde estiver.

Já o plano de saúde oferece apenas o atendimento médico/hospitalar em suas redes credenciadas. Qualquer outra situação fora doenças ou acidentes durante a viagem não serão cobertas. Por isso é importante compreender as diferenças e selecionar aquele que melhor atende as suas necessidades.

Quem viaja para a Europa precisa contratar seguro viagem? Verdade.

A maioria dos países da Europa e da União Europeia fazem parte de um acordo, chamado Acordo de Schengen. Ele permite a livre entrada e circulação de estrangeiros no país, por um período de até 90 dias. Em contrapartida, os viajantes são obrigados a contratar um seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros.

Esta exigência se aplica ao Seguro Europa Schengen como meio de garantir que em caso de doença ou acidente, o viajante disponha de recursos para custear as despesas médicas. Vale ressaltar que uma ocorrência médica em países estrangeiros pode sair bastante caro: um osso fraturado pode custar nada menos do que 60mil reais.

Grávidas não podem contratar seguro viagem? Mito.

Mulheres grávidas podem e devem contratar um seguro viagem. Isso irá garantir que ela tenha todo o atendimento necessário para ela e para o bebê caso qualquer coisa aconteça durante a viagem. No entanto, para que esta cobertura seja válida, é necessário informar a gravidez no ato da contratação, e selecionar um plano que tenha cobertura para estas condições.

O seguro viagem só é necessário em viagens internacionais? Mito.

Apesar de ser obrigatório em alguns países estrangeiros, a contratação é recomendada para qualquer tipo de viagem, independente da distância ou duração da mesma. Sim, no Brasil há o sistema público de saúde. Mas, quem já precisou deste serviço sabe o quanto pode ser demorado e difícil em alguns casos. Em cidades mais remotas, encontrar um hospital público próximo pode ser extremamente difícil.

Vale lembrar que as coberturas de acidentes ou doenças e despesas médicas não são as únicas. São milhares de pessoas chegando e partindo diariamente nos aeroportos do país. Queixas como extravio de bagagem, atraso ou cancelamento de voo, não escolhem lugar e nem hora para acontecer.

De qualquer forma, vale a pena investir em um seguro que te deixe protegido em qualquer viagem, permitindo tirar o máximo proveito da mesma, sem dores de cabeça e nem preocupações.